1 – Leia a Bíblia todos os dias

É a regra de ouro: ler a Bíblia todos os dias. E, todos os dias é todos os dias. Não abra excepções. Leia quando tiver vontade e quando não tiver, também. É como um remédio: com vontade ou sem vontade a gente toma, porque é necessário. Com a Bíblia é a mesma coisa. E nos tempos em que estamos vivendo, isso é uma urgência.

Assim como a gente come todos os dias. Alimente-se diariamente com a Palavra de Deus.

Assim como a gente toma banho todos os dias, e se não houve tempo durante o dia, quando chega a noite o corpo está a pedir um banho, da mesma forma com a Bíblia. Se você não consegue ler durante o dia, mesmo que você não se aperceba, o seu espírito está a pedir um banho da Palavra de Deus. Não deixe de dar ao seu espírito o que dá ao seu corpo.

Há pessoas que não conseguem dormir sem terem tomado um banho: viram-se e reviram-se na cama e não conseguem dormir. Que eu e você sejamos daqueles que não conseguem dormir sem ter lido a Palavra de Deus.

2 – Tenha uma hora marcada

Para grande parte das pessoas a melhor hora é de manhã cedinho. Levantam-se cedo para ler a Bíblia e fazer o seu trabalho com o diário Espiritual; logo cedinho, antes das outras ocupações e antes que comece a movimentação em casa.

É um costume maravilhoso. Certamente é o que rende mais. Além disso a gente tem a vantagem de começar o nosso dia com a Palavra de Deus. A gente toma uma super-refeição logo cedo e começa o dia com força total.

Há pessoas, porém, que têm dificuldade em fazer isso de manhã. Sentem-se pesadas, sonolentas. Parece que a cabeça não funciona. Não conseguem concentrar-se. O esforço não adianta, gastam tempo e conseguem pouco.

Não estranhe. Há muitas pessoas que são assim. Talvez você seja uma delas.

Há outras, porém, que rendem mais à noite. Apesar do cansaço do dia, à noite a mente está desperta, activa… Não tenha dúvida: se a boa hora para si é a noite, trabalhe com a Bíblia nas horas da noite.

Você tem duas vantagens: prolonga o tempo que quiser e vai dormir com todo aquele conteúdo na sua mente. É certo que nas horas do sono o seu inconsciente vai trabalhar com todo aquele material.

Para muitas mães de família a melhor hora é pelo meio da tarde, depois dos trabalhos da casa. Nesta hora estão sossegadas, sem barulho, sem movimentação em casa, então podem trabalhar com a Bíblia. O importante é descobrir a melhor hora. Fazer dela a sua hora marcada. Ser fiel. Não abrir excepções.

3 – Marque a duração do tempo

Esta é outra regra de ouro: marque o tempo. Seja fiel. Seja sério consigo mesmo. É preferível 10 minutos todos os dias do que ser levado pelo entusiasmo de quem começa e não vai em frente.

Se você quer fazer bem o trabalho que estamos propondo com este método, comprometa-se com meia hora ou 40 minutos.

É claro que não é muito tempo! Se não, veja: quanto tempo gasta com as refeições? Com o banho?

É mais do que justo a gente gastar pelo menos o mesmo tempo para cuidar do nosso espírito. Pena é que a gente não tenha o hábito, por isso é preciso ser exigente consigo mesmo. Não é verdade que a gente gasta muito mais tempo com coisas bem menos necessárias? Jornais, revistas, espelho, televisão…

Muitas pessoas, que de início foram exigentes consigo mesmas, para fazer com seriedade e constância este trabalho, agora, confessam satisfeitas que, depois de algum tempo, sentiram-se de tal maneira envolvidas e motivadas que hoje já não é uma exigência. Ao mesmo tempo, sendo rigorosas com a meia hora ou 40 minutos, hoje percebem que este tempo tornou-se curto. Precisam de mais tempo. Têm gosto de querer mais… pena que nem sempre seja possível.

4 – Escolha de um bom lugar

Ter o nosso cantinho é muito bom. Não é preciso nada de muito especial. Mas que seja um lugar tranquilo, silencioso, que facilite a concentração e favoreça um ambiente de oração.

É bom todos os dias ocupar o nosso cantinho e aí fazer o nosso trabalho com a Bíblia.

Lembre-se, todavia, que o lugar é uma coisa secundária: ele é apenas um meio para a gente trabalhar melhor e com maior resultado. O importante mesmo é a gente, em qualquer lugar, em qualquer situação, fazer com afinco o nosso trabalho com a Bíblia.

Se num certo dia não der para fazer o nosso trabalho na hora marcada ou no lugar escolhido, em qualquer lugar e a qualquer hora a gente trabalha com a Bíblia. O essencial é não deixar de ler e fazer o diário naquele dia.

5 – Leia com caneta ou lápis na mão

Não é simples ler, mas fazer uma leitura activa. Um meio simples, mas eficaz, é ler com a caneta ou lápis na mão. Sublinhe as passagens mais importantes. O que chamou a sua atenção. O que lhe falou e o tocou de maneira especial. Eu até gosto de usar caneta de 4 cores e usar ora uma, ora outra cor. Ajuda. Põe em destaque. Diferencia.

Use sinais significativos para você. Faça anotações. Não tenha medo de riscar a sua Bíblia: ela é um instrumento de trabalho. Você vai ter a sua Bíblia bem marcada. Vai ser fácil você lembrar-se e encontrar as passagens que procurar. Além disso, vai ser mais fácil concentrar a atenção na leitura. Entender a mensagem. Gravar na mente e no coração.

6 – Faça tudo num ambiente de oração

Você não está, simplesmente, fazendo um estudo. Está buscando um encontro com a Palavra de Deus. Está à procura de um encontro com a Palavra Viva, que lhe fala. É um contacto de pessoas: você escuta, acolhe, sente-se tocado, sensibiliza-se, você responde.

É um encontro vivo e pessoas vivas. Um encontro de pessoas que se amam. Muitos experimentaram. Experimente também.

Mais do que você em escutar, Deus está interessado em lhe falar. Ele quer instruí-lo. Ele quer levá-lo ao conhecimento da verdade. Esteja atento. Esteja alerta. Permaneça em atitude de expectativa. Deus tem algo de muito concreto e pessoal para lhe dizer!

(Monsenhor Jonas Abib no  livro “A Bíblia no meu Dia a Dia” – Edições Pneuma)