es1.jpgmochiladafe.jpgpomba_evangelizar.jpgslide_ouro.jpg

Amigo, ao visitares este “site” perguntaste: “Quem sois vós?” Agora que já nos conheces um pouco, e mais nos conhecerás na medida em que nos acompanhares, como amigo te sugerimos: entra neste barco, pergunta, dialoga e fica connosco, e também dirás como João Baptista: “Vi o Espírito Santo a descer do Céu como uma pomba e a permanecer sobre Ele”. Jesus, como a nós, também a ti quer dar uma Vida Nova, pela graça da “Efusão/Baptismo no Espírito Santo”.

Pe José da Lapa

 

 

A finalidade dos nossos Grupos de Oração é proporcionar um local e um clima favorável, para que as pessoas que, pelo Renovamento, entraram EM renovamento, tenham um ambiente propício para caminharem em crescimento.

 

A finalidade do grupo é constituir um ninho de amor do Espírito, onde as pessoas que entraram em renovamento tenham um lugar apropriado, com a oração e a Palavra de Deus. Tudo o que ali acontece é para que haja um impulso de crescimento.

 

A finalidade do grupo não é apenas congregar as pessoas para rezar, ou para serem libertadas e curadas. Tudo isso é importante e deve acontecer. Mas o objectivo primeiro do grupo de oração é fazer com que os participantes entrem EM renovamento: que lhes aconteça a Efusão do Espírito, como um novo nascimento; desencadear neles esse processo fantástico da vida no Espírito e depois o grupo funcionará como uma escola de aperfeiçoamento. O grupo então vai caminhando, para que as pessoas que nele participam possam crescer e amadurecer na vida cristã.

 

O produto final do grupo de oração é formar cristãos católicos EM renovamento, conduzindo-os à maturidade da fé; fazer com que os participantes do grupo de oração depois de 3, 4 ou 5 anos cheguem realmente a uma sólida vida cristã, a ponto de ninguém ja­mais poder tirá-los deste caminho. O principal é que, depois de 4, 5 ou 6 anos de Renovamento, o homem, a mulher, o jovem, possam gritar como S. Paulo: “Quem poderá separar-me do amor de Cristo? Quem? A perseguição, a calúnia, a intriga, a divisão, a discórdia, a crítica? Não! Nada nem ninguém jamais vai conseguir separar-me do amor do meu Senhor! Ninguém!”

 

Eis onde o grupo deve conduzir os participantes: à maturidade da vida cristã. Uma vida cristã pujante no Espírito, com todas as manifestações do Espírito, mas uma vida cristã sólida, vigorosa, forte.

 

Pe. Alírio Pedrini

(Retiro em Fátima, Novembro 1997)

 

 

[página anterior]

MAIO, MÊS DE MARIA, MÊS DO AMOR

Ele sabia que fracos como somos, precisaríamos sempre de uma poderosa intercessão junto dEle e também, que seria preciso alguém como nós, para nos chamar ao caminho e avisar permanentemente das nossas fraquezas

MARIA NO RENOVOVAMENTO CARISMÁTICO

O importante é que Maria é o protótipo da Igreja, e mais especialmente o modelo na sua relação com o Espírito e do impulso carismático de toda a vida eclesial, posta em evidência pela teologia pós-conciliar.

MARIA É FELIZ PORQUE ACREDITOU

A Mãe, por conseguinte, lembrada de tudo o que lhe havia sido dito acerca deste seu Filho, na Anunciação e nos acontecimentos sucessivos, é portadora em si mesma da «novidade» radical da fé: o inicio da Nova Aliança