Seminários de Vida Nova no Espírito

Votos de utilizador:  / 0
FracoBom 

 

 

No Novo Testamento o baptismo no Espírito Santo foi-nos claramente anunciado quando João Baptista afirmou: “Eu baptizo-vos com água para arrependimento. Mas depois de mim vem alguém mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de desatar. Ele vos baptizará com o Espírito Santo e com fogo”. 
Jesus demonstrou a importância do Espírito Santo na nossa vida quando disse a Nicodemos: "Ninguém pode entrar no Reino de Deus, se não nascer da água e do Espírito” e, também, quando disse aos discípulos: “Convem-vos que eu vá. Se eu não for, o Conselheiro não virá a vós; mas se eu for, eu o enviarei.”. O Espírito Santo é de tal forma importante que valia a pena que Jesus tivesse de morrer para no-lo poder enviar!

 

Efectivamente, o Espírito Santo modifica a nossa vida, mostra-nos o nosso pecado, guia-nos para a verdade numa acção de dentro para fora de nós. A Sua acção desenrola-se no nosso íntimo e vai-nos fazendo caminhar, lentamente e à medida do que vamos sendo capazes, para que nós nos tornemos semelhantes a Jesus.

 

Quando, após a ressurreição, Jesus anunciou aos discípulos o Pentecostes, descreveu-o assim: “João baptizou com água, mas dentro de poucos dias vós sereis baptizados com o Espírito Santo (...) Recebereis uma força, a do Espírito Santo, que descerá sobre vós e sereis minhas testemunhas até aos confins da Terra". Quando damos espaço ao Espírito Santo nas nossas vidas, acontece-nos como aos discípulos em Pentecostes: recebemos uma nova força, vivemos uma nova vida e tornamo-nos testemunhas.

 

Embora pontualmente o Senhor aja de repente nalgumas almas, na generalidade a nossa santificação é um processo gradual, que necessita de uma caminhada. Também os discípulos caminharam com Ele vários anos e estiveram reunidos em oração antes do Pentecostes. Da mesma forma, nós preparamo-nos para o nosso pentecostes pessoal através dos Seminários de Vida Nova no Espírito (SVNE), que frequentamos após algum tempo de crescimento espiritual.

 

O que é o Seminário de Vida Nova no Espírito

 

O SVNE é um tempo de aprendizagem e oração mais intensas, em que podemos adquirir conhecimentos e, sobretudo, vivê-los no nosso dia a dia e no nosso íntimo. Existe para que as pessoas se possam ir abrindo à acção do Espírito Santo e tenham oportunidade de fazer perguntas e receber explicações.

 

É um período de cerca de 7 semanas, com tempos diários individuais de oração, estudo e meditação. Semanalmente, é efectuada uma reunião com as seguintes componentes:

Oração

Ensinamento

Partilha e debate

Os ensinamentos versam sobre a mensagem cristã da salvação, o significado da efusão do Espírito ou baptismo no Espírito, o crescimento contínuo na Vida Nova no Espírito e a necessidade da comunidade para esse crescimento.

 

Depois do ensinamento, os participantes reunem-se em pequenos grupos de partilha (cerca de 8 pessoas por grupo), apoiados por alguns membros da comunidade que já fizeram a caminhada há mais tempo e amadureceram a sua vida cristã. Os participantes partilham as suas experiências e colocam as suas dúvidas, que são esclarecidas, enquadradas e complementadas pelos elementos mais experientes que os apoiam.

 

As reuniões começam e terminam sempre com a oração conjunta de todas as pessoas envolvidas no SVNE.

 

A oração pela Efusão do Espírito

 

Por volta da 4ª semana do SVNE, reza-se pela Efusão do Espírito dos participantes. Toda a comunidade se junta em oração para pedir ao Senhor que derrame o Seu Espírito em abundância sobre aqueles que se prepararam, O desejam e O pedem. Sempre que possível, é efectuada uma oração individual por cada participante.

 

A Efusão do Espírito não é um fim em si, mas um início. É a porta de entrada para uma vida quotidiana mais rica, no Espírito Santo. É o iniciar de uma relação duradoura e constante com Cristo, na força do Espírito Santo, que tornará realidade para cada um de nós a frase de Jesus: “Se alguém permanecer em mim e Eu nele, esse dará muito fruto”.

 

Falamos de uma mudança de vida, ao nível mais íntimo e profundo do homem. Desta forma, é facilmente compreensível que não se trata aqui de sentir alguma coisa ou experimentar alguma emoção. Cada pessoa é única para Deus e é tratada como tal. O Espírito pode manifestar-se como brisa suave ou como vendaval, não podendo qualquer aspecto visível ser usado para tentar avaliar a Sua acção. Com o tempo, cada um vai sentindo a mudança no seu íntimo e os outros vão notando alguma transformação nas nossas reacções, na nossa disponibilidade e afabilidade.

A nossa atitude perante a Efusão do Espírito deve ser a de tudo esperar e nada ansiar. Podemos e devemos tudo esperar do Deus infinito que tudo sabe e tudo pode. Podemos confiar que Ele nos conhece melhor do que nós próprios e nos quer cumular gratuitamente dos dons de que precisamos.

 

No SVNE acontece uma modificação da nossa vida, que é realizada pela acção directa de Deus e é proporcional à nossa abertura a essa acção. Não temos de nos afligir por nos reconhecermos indignos de receber a Efusão do Espírito, pois ela é-nos concedida de acordo com a pureza dos nossos corações e a intensidade do nosso desejo em nos submetermos à Sua acção. A grande obra é de Deus, compete-nos apenas desejar que o Espírito Santo aja livremente em nós e não lhe levantar obstáculos.

 

Após o Seminário

 

Em resultado de participarmos num SVNE e recebermos a Efusão do Espírito, passamos a ter um novo relacionamento pessoal com Jesus Cristo como Senhor e Salvador da nossa vida. Jesus torna-se um amigo íntimo e companheiro de todas as horas e tomamos consciência de que Ele está na cruz por cada um de nós e não por uma multidão informe e sem rosto. É o nosso pecado que O mantem na cruz, junto com o pecado de todos os outros.

 

Damos os primeiros passos na Vida Nova no Espírito. Aprendemos a dar-lhe espaço, a perceber as Suas moções e a ceder à Sua acção. Vemos, assim, a Sua presença e o derramamento dos Seus dons na nossa vida concreta do dia a dia. Sentimo-nos progredir porque, quanto mais nos abrimos à Sua acção, mais Ele avança dentro de nós mostrando-nos aquilo que temos de mudar para nos irmos parecendo mais com Jesus. Afinal, a obra do Espírito Santo em cada um é precisamente esculpir-nos à imagem de Jesus, respeitando a nossa personalidade e a nossa liberdade de escolha.

 

O Espírito Santo desperta em nós o gosto pela oração e dá-nos o entendimento das Sagradas Escrituras. Guiados pela Palavra de Deus, começamos a ver despertar em nós dons e carismas, que podemos pôr a render para bem daqueles que nos rodeiam.

 

O último ponto da aprendizagem é tomar consciência de que a nossa vida só adquire o seu pleno sentido em comunidade. É para o serviço dessa comunidade que nos são dados os dons e os carismas e é nessa mesma comunidade que vamos prestando e recebendo apoio nos momentos mais difíceis da nossa vida. Caminhando juntos de olhos postos no Senhor que nos guia, tornamo-nos fortes como o feixe de vimes, que individualmente são frágeis, mas juntos ninguém consegue partir. Assim caminha e se edifica a Igreja que Jesus iniciou no Pentecostes.

 

Isolina Gomes

 

 

[página anterior]