Testemunhos SVNE 2015

 

Testemunho 1

Nesta etapa da vida, Deus acompanha os meus actos de forma mais próxima e consciente. Tenho tentado conhecê-lo mais e aprender a rezar com simplicidade – em diálogo. Estar em comunidade é uma ajuda e nos momentos difíceis é preciso um ombro forte!

Deus cuida-nos – e a entrada na Capela de Nossa Senhora da Conceição ao Rato numa 3ª feira, deposi das aulas, foi mais uma prova que a minha procura foi ouvida.

O Espírito sopra mas é preciso estar atento e parar, assim encontramos o sentido da vida. O canto, a oração, a partilha transbordavam-me o Amor que é possível testemunhar. Até as palavras do Evangelho que durante a efusão escutei transpareceram um simbolismo forte e carregado de significado – estava a pedir alegria e paz como frutos da Sua presença, e escutei “Alegrai-vos” … “… não tenhais medo, ide anunciar aos meus irmãos que vão para a Galileia, que lá me vereis” Mt 28, 9-10 As mulheres correram para dar a notícia que também é para mim. Para quem acredita osentido da eternidade é o Céu – sofrimento e morte não é o fim. A alegria e a paz são os frutos de quem entende o sentido da vida – “nós somos do Céu!”

Obrigada aos irmãos pelo vosso testemunho e entrega; e termino com a outra citação que me foi lida durante a efusão do Espírito – “A respeito do amor fraterno não é preciso que vos escrevamos, porque vós mesmos aprendestes de Deus a vos amardes uns aos outros” 1Ts 4,9-10

 

 

Testemunho 2

Foi uma caminhada que me deu muita alegria. Senti crescer a minha fé, na convivência que tivemos com os outros irmãos, na efusão do Espírito Santo. Foi maravilhoso, não estava à espera do que senti.

 

 

Testemunho 3  

Esta caminhada foi muito importante para mim. Cheguei muito triste e pensativo, e hoje sinto-me mais forte, mais alegre, com mais fé e confiança!                                                                          

Obrigado Espírito Santo .

 

Testemunho 4  

Esta caminhada para mim foi muito importante, fez-me ver as coisas de outra maneira, fez-me mudar de vida. A efusão do Espírito fortaleceu-me a fé., consigo ver os problemas e as dificuldades de outro modo, sem desesperar e com muito mais confiança. Nesta caminhada dos seminários, todos os ensinamentos me tocaram muito e senti o Amor de Deus. Por vezes sentia-me a desanimar e a afastar-me de Deus, mas daqui para a frente sinto que o meu caminho é seguir Jesus sem qualquer receio.

 

 

Testemunho 5  

Meu Senhor, te agradeço que me tenha encontrado contigo. Sempre me ouviste nos momentos mais difíceis da minha vida. Nunca me abandonaste. Deste-me força e discernimento para tomas as decisões mais apropriadas e correctas. Eu nem sempre te agradeci como mereces e fiz muitas coisas erradas, mesmo recentemente, mas que tu, uma vez mais, abriste o meu intelecto e corrigi a tempo. Tinha muito mais para te pedir, como a cura da minha doença incurável. Mas deixo nas tuas mãos tudo o que venha a acontecer comigo, na certeza que, como pai amoroso que és, farás o que vai ser melhor para mim. Seja o que for. Muito obrigado Jesus.

Que o Espírito Santo me acompanhe até ao fim dos meus dias!

 

 

Testemunho 6  

Devo confessar caríssimos irmãos, que no dia da efusão não senti nada, mas acredito que o Espírito Santo esteve presente. Talvez meu coração não estivesse suficientemente aberto para que o Espírito Santo se manifestasse de maneira que eu pudesse sentir algo fisicamente, mas acredito que naquele silêncio, algo terá acontecido, que não sei o que é, porque a passagem bíblica que me foi mostrada depois da efusão (salmo 40, 2-3) vai de encontro a uma realidade que venho vivendo (doença) e creio que o Senhor está operando em mim, não sei como, mas devo testemunhar que no Domingo seguinte ao da efusão do Espírito Santo, já senti algo diferente, uma quentura que começou do lado esquerdo das costas e se foi estendendo até ao interior da axila esquerda, era tão quente que assustei, e a quentura foi parando. Daqui para diante peço a Deus saúde e dizer o uaprender a dizer ao Senhor Nosso Deus que “Eis-me aqui, faça-se em mim segundo a Vossa palavra e a Vossa vontade” Peço e suplico a Deus Nosso Senhor humildemente que me perdoe todos os meus pecados e faltas, em Nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

 

 

Testemunho 7

Escolhi como símbolo um lírio do campo. O Senhor me amou mais que aos lírios do campo. Maravilhas fez em mim!

 

 

Testemunho 8

Eu fui chamada por Deus há muito tempo. Cresci na Igreja Católica, mas fui me desviando e deixando o pecado entrar; mas Deus sempre me segurava pelas mãos e me chamava de volta. Com a efusão eu tive a confirmação de que nasci para servir “Eis aqui a serva do Senhor”, que seja feita a vontade do Pai. E quero crescer e principalmente ajudar o meu grupo de oração, pois já recebi muitas profecias que vou ajudar muito um grupo de oração. Estou buscando cada vez mais, lendo a Palavra, conhecendo a Palavra. E quero servir sempre.

 

 

Testemunho 9

Nasci de novo! Sinto-me plenamente renovada! O Espírito Santo manifestou-se em nós, transformando-nos de uma forma maravilhosa. Agradeço ao Senhor ter guiado os meus passos, de forma não premeditada, para a Igreja de Santa Isabel!

 

 

Testemunho 10  

Quando fiquei fechada naquela sala, juntamente com os irmãos muito queridos, perguntei o que é que estou aqui a fazer? Responderam vai receber a efusão do Espírito. Então senti que era um momento muito sério, que era muito importante para mim, e fechando os olhos, tive a imagem de línguas de fogo e uma pomba branca, foi assim que senti o Espírito Santo, com muita emoção, porque não parei de chorar, à minha volta só tinha carinho e Amor, foi grande a alegria, mas grande a responsabilidade para o fututo. Bendito seja Deus. Que eu saiba mostrar ao mundo, com provas de Amor, que sou sua filha. Bendito seja Deus para sempre.

 

 

Testemunho 11

O meu símbolo foi um copo cheio com bolas. O copo simboliza a minha vida, as bolas que estão dentro, aquilo que consideramos mais importante na vida, a família, amigos, trabalho. Mas se olharmos com atenção, o copo apesar de parecer cheio tem imenso espaço vazio. A vida jamais será cheia e completa sem a presença de Deus. O espaço à volta dessas bolas é o Pai.

 

 

Testemunho 12  

Passamos as nossas vidas preocupados quase em exclusivo com as coisas que nos parecem mais importantes: a família, o trabalho, a casa, os bens materiais, mas na verdade nada disso tem o verdadeiro valor se não for vivido em Deus e por Deus. Qual o sabor em “ter” se não for partilhado, qual o sabor em “ser” se não for vivido com os outros e para os outros? E o Amor de Deus? Tão bom que é senti-lo! Tão bom que é partilhá-lo até nas coisas e actividades mais simples do dia-a-dia. No sorriso, na gentileza, na compreensão, na aceitação. Este caminho faz de nós pessoas melhores, faz-nos saborear quão bom é a presença de Deus. Cabe-nos a nós e cabe-me a mim dar testemunho da minha fé, no dia-a-dia. Sei que sou melhor pessoa, que a minha fé aumentou, que a sede pela oração também aumentou, mas a caminhada será ainda grande e de certo o Pai terá algum desígnio para mim e eu estarei ao seu dispor para o seguir. Agradeço ao grupo Pneumavita o testemunho, a dedicação, o carinho que nos encheu o coração. Muito obrigada!

 

 

Testemunho 13

A efusão do Espírito para mim foi uma grande luz no meu coração, que me dá mais força para a minha fé cristã, a caminho de Jesus Cristo e do Pai celeste.

 

 

Testemunho 14

Eu sempre estive ligada a Deus, embora tenham passado uns anos em que fazia as coisas por obrigação. No fundo sabia que era o certo a fazer, mas aborrecia-me, até porque tentava procurar respostas e não as obtinha. Desde que comecei a frequentar o grupo de oração do renovamento carismático tudo se foi alterando, o Céu começou a dar-me as respostas que eu precisava e a abrir-me portas que nunca imaginaria serem abertas para mim. Este seminário só veio reforçar a minha fé… os ensinamentos foram muitos especiais e não se perdeu nem uma única palavra. Daqui para a frente tenho a certeza que vou ficar mais próxima de Jesus, pois já comecei a ter vontade de abrir a Bíblia diariamente, coisa que não acontecia, e muitas vezes dou por mim a cantarolar cânticos-oração.

 

 

Testemunho 15

Hoje, olhando para trás no tempo, constato que Jesus esteve sempre presente na minha vida, protegendo-me, amparando-me, sustentando-me … Eu, ao longo dos anos, lá fui “convivendo” com Ele, por rotinas, por conveniência, à distância … A determinada altura o distanciamento foi aumentando e… simplesmente “desliguei” de Deus. O “apagão” não durou muito tempo, que Deus não deixou. Colocou no meu caminho as pessoas certas. Foi aqui que comecei a ir à oração do Renovamento Carismático. Iniciei, então, uma caminhada espiritual. Estes seminários integraram mais uma etapa. Constituíram, sem dúvida, um encontro mais forte, mais intenso com Jesus. A partir de agora tenho a certeza que a minha caminhada será percorrida com passos mais firmes. Ia ser no altar onde estava a decosrrer a Eucaristia

 

 

Testemunho 16

A minha vida activa como cristão começa agora a ter maior sentido, uma vez que, apesar de ser católico, até agora pouco praticante, encontrei neste seminário gosto pela vida e o modo como Jesus nos ama, e daí o entendimento e compreensão na oração.                                        

Quando vim para o seminário não trazia grandes expectativas, não vinha pressionado para o que quer que fosse, no entanto vinha de mente aberta e pedia a Deus que me ajudasse a abrir o coração. Ao longo das semanas fui-me interessando cada vez mais pelo seminário. A minha vivência na efusão do espírito não foi, na primeira hora, uma experiência feliz. Senti-me desiludido e triste, foi como se não houvesse uma mensagem directa, mas sim um conforto. No entanto, depois de reflectir sobre esta passagem, mudei totalmente a minha forma de ver a mensagem do Espírito Santo. Afinal era a confirmação que Jesus me acompanha todos os dias (Salmo de David – O Bom Pastor).                                                                                                      

Hoje, apesar de continuar a ser o mesmo, tenho os braços virados para Deus, e por isso estou mais perto do Céu, pelo que passei uma etapa feliz e sem pressões. Vou vivendo um dia de cada vez, e sempre mais perto do Senhor.

 

 

Testemunho 17  

Eu estou satisfeita com tudo. Para mim este mês de seminário foi muito bom.                

Aprendi como se podia chegar mais perto de Jesus. Gostei muito do vosso testemunho, da vossa partilha, da vossa união.Estou muito feliz poraquilo que sento na minha vida. O meu coração está cheio de luz. Também vós estais todos dentro do meu coração.

 

 

Testemunho 18  

Este seminário foi uma caminhada totalmente focalizada no meu encontro com Jesus. O meu símbolo foi uma pedra, objecto vulgar e sem valor, cheia de arestas, que representa a minha insignificância, nos meus inúmeros defeitos, na minha dimensão humana. Todavia este pedaço de rocha caracteriza-se pela sua dureza, pela sua firmeza. Assim sou eu agora, revestida da fortaleza do Espírito Santo!

 

 

Testemunho 19

Neste mês de seminário a minha vida mudou para melhor. Quando comprei o livro de cânticos no sábado, a primeira vez que o utilizei, abri logo na página certa do cântico que indicaram… Estou numa nova vida no Espírito Santo, desde a oração de cura e efusão do Espírito. Recebi o sacramento da confissão antes do jantar e quando começou a oração de cura, vi a imagem do Senhor Misericordioso na Hóstia Consagrada. Depois comecei a sentir o Senhor a manipular a minha coluna cervical, para me curar, e senti também o medo e a ansiedade a saírem do meu corpo. Chorei, tive suores frios, e também muita dor, e entrei por vezes no repouso do Espírito Santo. Quando nos dirigimos para a capela onde o Senhor ficou exposto, senti uma verdadeira operação na minha cervical, desta vez sem anestesia nem bloco operatório. O Senhor estava a curar-me, foi maravilhoso. Senti uma grande libertação. Quando cheguei a casa, os meus pais já estavam a dormir, mas acordaram para ouvir o meu testemunho. Dormi muito bem e no Domingo levei o meu carro de Famões até à Torre da Aguilha, foi a primeira vez que fiz uma viagem tão longa desde a intervenção à lombar no ano passado. Não tive dores. O momento da efusão foi maravilhoso, o Senhor continuou a curar-me, a libertar-me e a renovar-me. O Senhor disse-me que é a minha luz eterna e que os meus dias de luto terão fim. Quando cheguei a casa o Senhor continuou a curar-me e eu senti necessidade de falar com um casal amigo que já fez a efusão. Quando disse que ia ler na Bíblia o que o Senhor me disse, ao abrir a Bíblia, o meu dedo polegar estava exactamente em Isaías 60, 19-20.   O Senhor tem continuado a curar-me. Sinto muita necessidade de estar com o Senhor sempre em pensamento e ir à missa quase diariamente. Fiz partilha no grupo de oração, sem medos, sem reservas, numa paz e em plena tranquilidade. O que anteriormente era impossível, pois sou introvertida, e devido aos meus problemas de saúde, fico muito nervosa e em ansiedade. Estou mais tranquila, mais calma, com confiança, sem medos, com mais fé. Enfim, numa nova vida no Espírito Santo. Desejo continuar assim, crescer mais e mais na fé, partilhar e frequentar o grupo de oração, e escutar o que o Senhor quer fazer mais em mim.

 

 

Testemunho 20  

Vou contar a minha caminhada até à efusão do Espírito.                                                            

Desde há sete anos para cá tenho ido todos os anos a pé a Fátima, e durante estes anos tenho recebido muito. Recebi três pessoas maravilhosas na minha vida, um sacerdote e dois irmãos do Renovamento. Estas pessoas, com o seu amor a Jesus, levaram-me até ele. Comecei a ter mais vontade de ouvir a Sua Palavra e mais sede de conhecê-Lo, e quando dei por mim, queria mais e mais. Foi quando me perguntaram se não queria ir à Assembleia dos 40 anos do Renovamento. Ainda tive para não ir, mas graças a Deus, consegui ir.                                                    

Deixei tudo para traz nesse fim-de-semana, entreguei-me toda ao Senhor. Foi maravilhoso ouvir os ensinamentos do P Joãozinho. Cada palavra sua reavivava mais a minha fé. A Adoração foi também um momento único, mais uma vez entreguei-me ao Senhor por completo. No segundo dia da Assembleia passou-se um momento que nunca mais na vida me vou esquecer. Foi na Missa. Como já referi nesse fim-de-semana entreguei-me toda ao Senhor. Fui comungar e quando voltei para o meu lugar, senti o Senhor vir ao meu encontro. Quanto mais o sentia, mais falava com Ele, mais sentia a Sua presença. É por isso que eu digo que foi na Assembleia dos 40 anos Pneumavita, que tive o meu encontro pessoal com Jesus. A partir desse fim-de-semana nunca mais fui a mesma. Depois comecei a ir à Igreja do Largo do rato. Na oração e na Adoração, já entrei muitas vezes em baixo, triste, desanimada, mas saio alegre e cheia de amor para dar. O Senhor é maravilhoso.                                                                                  

Mais uma vez, foi um irmão do Renovamento que me perguntou se não queria fazer a efusão do Espírito. Disse logo que sim. Era o mês todo de Março. Então mais uma vez deixei filhos e marido nos Domingos à tarde. Desde o primeiro Domingo que tem sido maravilhoso, todos os ensinamentos, todas as Missas, todas as partilhas em grupo. As palavras dos responsáveis de grupo, foi tudo fantástico.                                                                                                                          

Chegou a semana da efusão do Espírito. Nessa semana tive dois dias muito complicados, pensava que não conseguia fazer a efusão, parecia que estava tudo a acontecer. Recebi um telefonema de uma pessoa muito especial para mim, que me disse que tudo posso nAquele que me fortalece. Essas palavras foram gravadas no meu coração, todos os dias as dizia, e graças ao Senhor correu tudo bem.. chegou o fim-de-semana da efusão do espírito. Estava muito nervosa, mas quando cheguei logo passou. A alegria dos irmão fez-me esquecer os nervos. Também tive uma companhia muito boa, fui com uma amiga. Chegou o momento da Adoração onde deixei todas as mágoas, todo o sofrimento, cada palavra do que me já tinham dito e feito. Tinha que perdoar. Mesmo que às vezes ainda me venha ao pensamento, tinha que ser perdoado, tinha que o fazer, para entrar numa vida nova no Espírito.                                

Chegou o grande dia da efusão. Quando começámos a ir para o salão, comecei a pensar o que me vão fazer? Sentei-me e quando olhei para trás, vi uma pessoa em pé atrás de mim, e ainda fiquei mais nervosa. Então quando começaram a orar em línguas, foi um momento único. Sei que fechei os olhos e senti uma força, uma calma, uma paz, foi maravilhoso. Senti que o Espírito Santo tinha vindo sobre mim. Foi o sair de muita coisa triste, mas também o entrar de muita coisa boa e maravilhosa. Chorei tanto, que fiquei serena e em paz comigo mesma. Então fui levada para uma sala, quando entrei vi 4 pessoas e mais uma vez pensei o que é que me vão fazer … sentei-me e perguntaram-me o que eu queria pedir ao Senhor. Então pedi o que me vinha da alma, e mais uma vez foi maravilhoso, foi único. Nunca chorei tanto como naquele dia. Chorei, chorei. Ouvir as suas palavras foi mágico, não há palavras para descrever. Nesse momento senti que tinha nascido de novo.                                                                                    

Agora sei que o Senhor está sempre comigo. Agora quero mais e muito mais. Quero estar sempre ao lado do Senhor. Quero levar a Sua Palavra a quem precisa. Agora sei que a minha fé é inabalável,

e tudo posso nAquele que fortalece.                                                                                      

Também não me posso esquecer da Mãe Maria. Maria é a minha mãe, minha amiga, minha confidente. Maria é tudo para mim. Maria é a que me dá força e coragem e me ampara nas horas mais difíceis.. Maria é a minha vida. Com o amor de Maria e de Jesus se vence tudo!

 

 

 

 

 

 

 

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar