c jesusvivo

 

JESUS ESTÁ VIVO

Pe. Emiliano Tardif \ José H. Prado Flores

 

 

Apresentação

É impossível deixar de falar do que vimos e ouvimos. É justo, digno e necessário, levar a nossa voz a todo o mundo proclamando algumas das maravilhas que o Senhor tem feito.

Estas páginas são um louvor e um agradecimento de todos os que, de alguma forma, têm sido beneficiados pela graça de Deus, ao longo deste ministério de evangelização acompanhado de sinais, milagres e curas.

Este não é bem um livro, mas um testemunho. O Evangelho, antes de ser escrito, foi proclamado e, antes ainda, vivido. Por trás destas páginas, percebe-se viva a proclamação de evangelizador; quase podemos escutar a voz do pregador; mas sobretudo, podemos encontrar-nos com Aquele que é o próprio Evangelho: Cristo Jesus, que é o mesmo ontem, hoje e sempre. Ele é o centro destas páginas.

O Padre Emiliano Tardif é como que o burrinho do Domingo de Ramos, a quem coube a sorte de levar Cristo pelos continentes.

Como ao burro de Betfagé, cabem-lhe às vezes mantos de flores, como em Thaiti, ou prisões e perseguições, como no Congo. O importante não é o vaso de barro, mas o tesouro que leva dentro de si: o próprio Jesus Cristo.

Este não é um livro técnico para ensinar a orar pelos enfermos, mas o testemunho de que o nosso Deus cura hoje os Seus filhos enfermos. Também não é um livro de cura, mas de evangelização. É um grito que se levanta, oferecendo esperança a todos aqueles que se atrevem a crer que o Jesus que morreu na cruz, ressuscitou e está vivo; e, portanto, tudo é possível. Por que há-de ser estranho que o nosso Deus faça maravilhas, se Ele é um Deus maravilhoso?

Enfim, o que menos precisam estas páginas é de introdução ou apresentação.

México, D. F. 24 de Junho de 1984

Festa de São João Baptista

 

 

[página anterior]     [índice]