c intercess

 

A INTERCESSÃO NO RENOVAMENTO CARISMÁTICO CATÓLICO

Manual de orientação

 

 

Introdução

Jesus nunca realizou qualquer obra sem orar. Por exemplo, antes da ressurreição de Lázaro, ele orou: «Pai, dou-te graças por me teres atendido. Eu já sabia que sempre me atendes…» (Jo 11, 41-42). Antes da sua Paixão, perante a eminência do cumprimento da vontade do Pai, proferiu a oração eucarística e a oração sacerdotal, e, no extremo da sua doação, orou na cruz.

As obras e missões dos seus apóstolos foram sempre acompanhadas de um acto de intercessão. «Eu vos escolhi a vós e vos destinei a ir a dar fruto, e fruto que permaneça; e assim, tudo o que pedires ao Pai em meu nome Ele vo-lo concederá» (Jo 15, 16).

Deus veio salvar os homens. Mas, pelo grande amor com que nos ama, também quer confiar-lhes uma participação na aplicação da obra divina. Aos homens cabe prepararem-se ou preparar os seus irmãos para acolher o dom gratuito da salvação e pedi-lo a Deus. Daí a necessidade da intercessão.

A intercessão é a expressão de uma grande fé, que nos faz acreditar que Deus nos ama a ponto de nada querer fazer sem nós, mesmo quando se trata da obra divina da salvação dos homens. Por isso, a verdadeira intercessão é dirigida para tudo o que concorre para a salvação de cada pessoa, e isso inclui todas as circunstâncias da vida de cada homem.

Jesus realizou, pela sua Paixão, Morte e Ressurreição, a verdadeira intercessão entre Deus e os homens. «Nos dias da sua vida terrena, apresentou súplicas àquele que o podia salvar da morte, com grande clamor e lágrimas, e foi atendido por causa da sua piedade» (Hb 5, 7).

Pelo seu sacrifício entro «no próprio céu, para se apresentar agora diante de Deus em nosso favor» (Hb 9, 24).

Assim como o Pai «com Ele nos ressuscitou e nos sentou no alto dos Céus» (cf. Ef 2, 6), também nós participamos do sacerdócio de Cristo, intercedendo pelos irmãos.

Vivemos neste tempo de graça em que, através da oração, sobretudo através da oração de intercessão, nos colocamos ao lado de Jesus diante do Trono da Graça (cf. Hb 4, 14-16). Com Jesus, unidos a Maria Santíssima, aos anjos e aos santos, podemos interceder por todos os cristãos e suplicar as graças que ainda estão em tempo de recebermos.

Deus procura pessoas que invoquem a sua misericórdia em favor do seu povo: «Procurei entre eles alguém que levantasse um muro e se colocasse diante de mim, para defender o país e impedir que fosse destruído; mas não encontrei ninguém» (Ez 22, 30).

A intercessão é fundamental para sustentar qualquer projecto do Renovamento Carismático, pois sabemos que «em vão trabalham os operários se o Senhor não construir».

O Renovamento Carismático tem como missão evangelizar e formar o povo de Deus, a partir do baptismo no Espírito Santo.

 

Maria Lúcia Vianna 

 

 

[página anterior]     [índice]