Slide_assembleia.jpgpomba_evangelizar.jpgslide_ouro.jpg

Amigo, ao visitares este “site” perguntaste: “Quem sois vós?” Agora que já nos conheces um pouco, e mais nos conhecerás na medida em que nos acompanhares, como amigo te sugerimos: entra neste barco, pergunta, dialoga e fica connosco, e também dirás como João Baptista: “Vi o Espírito Santo a descer do Céu como uma pomba e a permanecer sobre Ele”. Jesus, como a nós, também a ti quer dar uma Vida Nova, pela graça da “Efusão/Baptismo no Espírito Santo”.

Pe José da Lapa

 

 

como novo pentecostes

 

 

Como foi que, no Pentecostes de há 2.000 anos, através de um punhado de discípulos de Jesus, pôde surgir e perdurar uma obra tão vasta como a Igreja? Àqueles que se interrogam desta forma e a quem desejaria ter estado presente naquela altura, é possível agora assistir, através de relatos feitos na primeira pessoa, ao novo Pentecostes que aprouve ao Senhor realizar no século XX e em que, novamente por meio de um pequeno grupo de pessoas, fez ecoar por todo o mundo a mensagem do seu amor e da sua presença nos nossos dias.

“Como um novo Pentecostes” é uma obra indispensável para conhecer a essência e a história do Renovamento Carismático Católico. Mostra-nos a graça de Deus a actuar no homem que O procura, amando e respeitando a personalidade e a disponibilidade de cada indivíduo, para benefício de toda a Igreja.

Altamente entusiasmante, é antes de mais um livro de testemunhos, tanto de pessoas que participaram no primeiro momento – o famoso “Fim-de-Semana de Duquesne”, um retiro de jovens estudantes universitários com alguns dos seus professores – como de outros que foram, posteriormente, importantes para esta corrente de graça.

Na Introdução, Patti Gallagher Mansfield faz o enquadramento histórico, que nos permite perceber como Deus há muito preparava esta nova descida abundante do Espírito Santo, e descreve como tudo se passou, em termos gerais. Seguem-se 28 testemunhos e, na Conclusão, Patti Mansfield aponta para o futuro, no qual muito mais nos é prometido e todos podemos e devemos participar. São citados inúmeros discursos dos diversos papas, de Paulo VI a Francisco, que nos permitem ver claramente como todos eles têm considerado o Renovamento Carismático Católico um movimento eclesial importante e a apoiar.

Algumas perspectivas contidas neste livro:

“Como um novo Pentecostes” documenta o nascimento e os primeiros tempos do Renovamento Carismático Católico. É a narrativa de uma história que se vem desenrolando, com inúmeras surpresas do Espírito Santo. Esta nova edição jubilar não nos transporta somente aos acontecimentos extraordinários do Fim-de-Semana de Duquesne, em 1967; leva-nos também a caminhar em frente, muito para além das nossas Bodas de Ouro. A corrente de graça que agora conhecemos sob o nome de Renovamento Carismático Católico está a fluir com maior intensidade. A actuação que o Espírito Santo iniciou entre estudantes universitários dos EUA já alcançou e tocou milhões de pessoas em todo o mundo. Recomendo vivamente este livro, cuja leitura considero essencial pois, não só relata detalhadamente um evento histórico, como também nos impele para uma nova era do Espírito Santo.  

 

Michelle Moran

Presidente do ICCRS

 

como novo pentecostes costas

 

 

Num sermão recente que preguei na Casa Pontifícia, na presença do Papa Francisco, tentei explicar por que razão o Renovamento Carismático pode ser considerado - como disse o Beato Paulo VI a 19 de Maio de 1975 - “uma chance para a Igreja e para o mundo.” A minha resposta foi: porque nos permite recuperar para a salvação cristã o conteúdo positivo, rico e inspirador existente no dom do Espírito Santo. O principal objectivo da vida cristã consiste, conforme afirmou S. Serafim de Sarov, em “adquirir o Espírito Santo”. Transmite uma imagem diferente da vida cristã: é um cristianismo alegre e contagioso.

 

Pe. Raniero Cantalamessa, OFM, Cap

Pregador da Casa Pontifícia

 

 

Temos, pois, de, a título de homenagem póstuma ao Padre Lapa – que conheci em 1976, a quem tanto devo e a quem tanto recomendei, desde a sua publicação, a presente obra –, agradecer ao grupo Pneumavita a sua edição em Portugal, fazendo votos de que seja um precioso contributo e um eficaz instrumento de evangelização, de conhecimento e de divulgação do verdadeiro rosto da Igreja e da sua vida plena, tal como o Senhor a quis e pediu ao Pai na Última Ceia. Contributo e instrumento, antes de mais, paratodos os membros do Renovamento Carismático, quer nacional, quer dos PALOP’s, mas também para os nossos Bispos, presbíteros, diáconos, consagrados, catequistas, jovens e leigos. Para que, conhecendo-o, o amem; amando-o, o fomentem; e fomentando-o, o levem a todas as gentes, não só da Igreja, mas também de fora, não só no nosso país, mas em todos os países de língua portuguesa, bem como a toda a criatura, de todas as nações.

 

Fr. Pedro Bravo, carmelita

 

 

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

MAIO, MÊS DE MARIA, MÊS DO AMOR

Ele sabia que fracos como somos, precisaríamos sempre de uma poderosa intercessão junto dEle e também, que seria preciso alguém como nós, para nos chamar ao caminho e avisar permanentemente das nossas fraquezas

MARIA NO RENOVOVAMENTO CARISMÁTICO

O importante é que Maria é o protótipo da Igreja, e mais especialmente o modelo na sua relação com o Espírito e do impulso carismático de toda a vida eclesial, posta em evidência pela teologia pós-conciliar.

MARIA É FELIZ PORQUE ACREDITOU

A Mãe, por conseguinte, lembrada de tudo o que lhe havia sido dito acerca deste seu Filho, na Anunciação e nos acontecimentos sucessivos, é portadora em si mesma da «novidade» radical da fé: o inicio da Nova Aliança