Comunidade Pneumavita - Acolhimento

 

 

 

 

Comunidade Pneumavita

 

Equipa para o Serviço do Acolhimento

 

1 -  Missão do Serviço de Acolhimento

A missão do acolhimento é receber com alegria as pessoas que vêm ao Grupo de Oração em Santa Isabel, num acto em que, sem dúvida, se deve iniciar a evangelização, primeiro anúncio do amor verdadeiro.

É no acolhimento que a pessoa começa a ser convidada a abrir o seu coração, para escutar o que Deus lhe quer dizer e fazer nela. Aí pode logo começar um processo de cura, interior ou física.

O Povo de Deus recebe assim o primeiro “abraço de Deus”, acto fundamental para a vivência de um espírito de fraternidade.

Esse abraço verdadeiro e sincero, é um sorriso, um cumprimento. Não é um acto programado, mecânico ou repetitivo, mas espontâneo, dinâmico e criativo.

Assim como cada um é único aos olhos de Deus, assim deve ser acolhido na sua particularidade, num ambiente de simpatia e amor, com a ajuda do discernimento humano e espiritual que o Espírito Santo nos oferece. Todos precisam de ser acolhidos, desde os que vêm a primeira vez, assim como os habituais, os elementos dos grupos de serviço, os sacerdotes, etc 

 

2 - Constituição da Equipa

A equipa terá um servidor que representará o grupo nas reuniões de núcleo. Todos os elementos devem ter a vocação para o acolhimento, algo que poderá ter que ser discernido pela comunidade.

 

3 - Compromisso

Compromisso Individual: 

Ao aceitar s funções neste grupo, cada elemento assume um compromisso de fidelidade e entrega. A fidelidade implica assiduidade, alegria e amor ao serviço do acolher. A entrega faz parte duma espiritualidade, a Espiritualidade da Comunhão, como lhe chama Bento XVI, em que “cada um, com o coração voltado para a Trindade que o habita, consegue ver o outro, irmão na fé, na unidade do Corpo Místico de Cristo, ie, “um que faz parte de mim”, vendo-o como um dom de Deus, “um dom para mim”, sabendo “criar espaço” para ele, rejeitando as tentações egoístas, que se nos insidiam e geram competição, suspeitas e ciúme.”

Cada um deve fazer-se o mais pobre e pequenino do grupo, mas o que mais se entrega ao serviço do outro, o que mais se abre a Cristo, e por isso o mais alegre e entusiasta, porque vive no Espírito.

 

Compromisso da Equipa:

A equipe  assume um compromisso dentro da Comunidade, abrindo-se e colaborando com as outras equipas de serviço, uma colaboração constante, do início ao fim das celebrações, e mesmo fora delas, porque acolher é um acto permanente, que exige uma atenção constante ao outro. Ainda que no acolhimento deva haver criatividade individual, cada elemento deve agir em conformidade com a dinâmica do grupo, assumindo este o compromisso de criar linhas de acção orientadoras e comuns.  

 

4 - Modo de Actuação

Actuação Individual – As características do que acolhe

A Igreja Católica do Brasil é a que apresenta na net mais escritos sobre o acolhimento, nomeadamente uma Pastoral da Acolhida. Em muitos documentos online encontram-se sugestões importantes nesta linha, desde as características humanas e espirituais de quem acolhe, aos fundamentos bíblicos do acolhimento, etc.

O acolhedor que quer levar o acolhido ao encontro com Jesus, além de querer estar em intimidade com Ele, para que O possa levar e mostrar no seu coração, deve tentar conhecê-LO melhor, através da leitura de documentos e bons livros, assim como da partilha com os irmãos. É assim também que Cristo cresce em nós.

 

Actuação do Grupo -

O Grupo actua deixando-se guiar pelo Espírito Santo. Porém esta entrega à acção do Espírito tem que começar bem antes da actuação no terreno. Quer isto dizer que o Espírito gosta de nos inspirar quando preparamos com Ele uma acção, quando estamos serenos e receptivos à Sua Acção.  Ainda que não deva ser rígida, uma acção deve ser programada previamente com a ajuda do Espírito. Os apóstolos em Actos diziam “O Espírito e nós achamos que…”. O Pe Lapa rezava muito antes das reuniões, e escrevia num caderninho essas conclusões…

É aconselhável que 15 minutos antes do início do acolhimento, o grupo se encontre, para rezar e partilhar. Poderá ser necessária uma programação específica para o acolhimento numa dada noite de oração, ou porque se está num tempo litúrgico especial, ou algo vai ser destacado na oração, ou temos um orador particular, etc. Pode ser fundamental para isso uma sintonia prévia com a equipa de animação espiritual, com a equipa da liturgia, etc.

Além desta actividade semanal, será aconselhável que o grupo se encontre duas a três vezes por ano para fazer programação, formação e avaliação periódicas. Fazer encontro e crescer como grupo, na partilha e no testemunho.

 

5 - Locais de actuação

LOCAL PRINCIPAL: Igreja de Santa Isabel: oração da Comunidade Pneumavita

Entrada em Santa Isabel: no máximo 3 elementos em cada porta, do lado de fora

O acolhimento na noite de Oração na Igreja de Santa Isabel, requer que se tenha em conta algumas particularidades, nomeadamente notar quem vem pela primeira vez, grupos específicos (jovens etc...), consagrados, sacerdotes, devendo haver uma articulação com o grupo de animação de modo a serem dadas as boas-vindas habituais, se for caso disso.

O Grupo discernirá e descobrirá a melhor maneira de acolher. Se é oferecida uma Revista Pneuma a quem vem pela primeira vez, ou se são emprestados livros de cânticos, serão aspectos a ter em conta. 

 Sempre que se proporcione, deve-se lembrar às pessoas a livraria, onde poderão adquirir livros.

No final do mês, quando é feita a oração pelos aniversariantes, a Equipa do Acolhimento deve vir rezar também e impor as mãos sobre os irmãos. Este é um acto de acolhimento muito forte e cheio de significado.

Nas Eucaristias o Acolhimento poderá fazer a Colheita no Ofertório, oportunidade de haver maior aproximação com as pessoas. 

Na Adoração do Santíssimo o acolhimento mantém a ordem para a passagem do Santíssimo pela assembleia.

 

OUTROS LOCAIS ONDE PODERÁ SER NECESSÁRIO O ACOLHIMENTO:

                                     Torre da Aguilha/Bom Pastor: Seminário Vida Nova do Espírito;     

                                     Outros encontros específicos da Comunidade.

                                     Casa Pneuma-Betel: SVNE; outros eventos da Comunidade PV

                                     Assembleia Anual  em Fátima

 

6 – Apresentação do Grupo       

O Grupo, antes de oficialmente iniciar funções,  será apresentado à Comunidade em Santa Isabel,  que rezará por ele.